Blizzard não esperava a reação negativa a Diablo Immortal

Após apresentar Diablo Immortal na Blizzcon que ocorreu neste fim de semana, muitos fãs reagiram bem negativamente ao anúncio, já que era esperado novas informações sobre a continuação da franquia.

Porém ao invés disso tivemos Diablo Immortal, tem sido chamado de “tapa na cara” pelos fãs, um jogo completamente focado em mobile. Alguns afirmam que é somente um reskin de Crusaders of Light, que também é feito pela NetEase.

Durante uma entrevista com Kotaku, o co-fundador da Blizzard, Allen Adham, explicou que o estúdio esperava uma reação negativa, mas “não neste nível”.

Adham acredita que a raiva dos fãs é por causa da grande paixão pela série, e reitera que a franquia de Diablo continuará tendo um grande foco para a empresa.

“Eles amam o que amam e querem o que querem”, continuou ele. “Essa paixão, na verdade, é o que nos motiva e também sentimos isso. É por isso que fazemos jogos e por que fazemos jogos há quase três décadas e por que nossa comunidade é tão apaixonada por nossas franquias. Eu entendo o sentimento deles e gostaria que pudéssemos compartilhar mais sobre todas as coisas incríveis que estamos fazendo, não apenas com a franquia Diablo, mas em toda a empresa. ”

Adham assegurou aos fãs que enquanto o anúncio não era o que os fãs esperavam, a Blizzard ainda está trabalhando em vários projetos não anunciados de Diablo. “Eu conheço nossa comunidade aqui, há uma preocupação de que estamos focados nisso em vez disso”, disse ele. “A verdade é que temos várias equipes de Diablo trabalhando em vários projetos não anunciados de Diablo.”

Quanto às acusações de que Diablo Immortal fosse um simples ressurgimento de outro jogo, Adham negou essas alegações. Ele explicou que todos as arte são exclusivos da Diablo Immortal (Isto é o significado de reskin 😒), e que foi “construído a partir do zero”.