Kirby Star Allies (Nintendo Switch) - Review

Ughe ikg 400x400
@sharpnosedgamer
0 fhmut475ol0mso7v

O cavaleiro estrelar em toda sua glória.

Não existe uma diferença grandiosa de jogabilidade entre um game e outro da bolinha rosa, especialmente quando as circunstâncias são sugar inimigos e roubar suas habilidades individuais. Kirby Star Allies propõe não só uma nova cruzada contra uma nova força maligna, mas também utiliza como atributo principal de gameplay aquele de conquistar uma vasta quantia de inimigos (tirando os mais genéricos…) com “o poder da amizade”. Basta apertar o botão Y para que nosso protagonista em forma de marshmallow jogue um coraçãozinho que conquista o inimigo e o torna um aliado. Até 4 aliados são permitidos.

A história é bem maior do que se possa imaginar, ao invés de ser um problema local em Dream Land, como King Dedede roubando todo o estoque de comida ou Meta Knight planejando dominar as terras à força, um coração negro e maligno está “possuindo” tanto Meta Knight e King Dedede, quanto outros chefes conhecidos (A árvore Whispy Woods é um deles). Mais tarde, a jornada se estica até o planeta natal de Pop Star, aonde diversas fases com climas e temáticas diferentes se tornam padrão. Com a conclusão de Pop Star é descoberta a verdadeira raiz do coração maligno: A fortaleza espacial Jambastion, que é comandada por três generais elementares denominadas Francesca, Flamberge e Zan Partizanne.

O gameplay com aliados também permite uma soma inédita de habilidades, por exemplo: Se Kirby suga um inimigo como Blade Knight, ele ganha a habilidade “Sword”, ao pressionar o analógico direcional para cima quando conquistar um inimigo de fogo (Burning Leo) como aliado, ele irá implementar um boost elemental na espada de Kirby, tornando-a uma lâmina de fogo. As combinações de habilidades funcionam não apenas com o herói cor de rosa, e sim entre todos os 4 aliados.

Junção da habilidade Sword + Fire, Kirby ganha uma Sizzle Sword!

Peças pequenas e gigantes de quebra-cabeças referentes a quadros que podem ser completados se encontram espalhadas por todas as fases, cabe ao jogador investigar os locais e encontrá-las. Switches ou alavancas que liberam fases especiais também estão escondidas. Uma vez por fase, dependendo da alavanca, Kirby poderá liberar o caminho para o Dream Palace, um santuário onde é possível encontrar um item classificado como Dream Rod e responsável por permitir que personagens clássicos da franquia ajudem Kirby como aliados.

Todos os personagens que a Dream Rod disponibiliza (é preciso liberar boa parte deles)

Sob o comando da HAL Laboratories, famosa por títulos como Super Smash Bros. Melee e Kirby’s Air Ride, a trilha sonora é extremamente cativante e muito bem orquestrada. Os gráficos estão sensacionais e mostram um capricho com o potencial do Switch como console. As melhores surpresas se encontram nos pequenos detalhes de gameplay, em especial nas habilidades, suas junções, e seus efeitos colaterais.

O jogo dispões também de minigames e modos pós-história principal, como exemplo o minigame Slam Heroes, aonde 4 jogadores se enfrentam em carregar um taco de baseball com a maior energia possível para que ele possa impedir um asteroide de colidir e destruir Pop Star. Após a conclusão da história do jogo, é possível rejogá-la como um personagem secundário/ajudante da sua preferência e até mesmo participar de um modo Boss Rush (aglomerado de todos os chefes do jogo no qual o indivíduo deve sobreviver até o final com um número limitado de itens que recuperam vida). Ele possibilita que o jogador escolhe a habilidade de Kirby e seus ajudantes antes das lutas se iniciarem.

O minigame secundário Slam Heroes.

Apesar de não jogar na mesa um diferencial forte, a série continua sendo um dos carros-chefe da Nintendo em todos os seus consoles, por possuir uma conexão de gameplay e personagens com o fãs mais antigos desde 1993. Star Allies junta todas os elementos carismáticos de jogar Kirby e mescla tudo em um único Game Card.