Forza Horizon 4 - Altos e baixos para a franquia.

@uroichy-san

Desnecessário dizer, o primor técnico aplicado nesse game vai a outros níveis, ao menos, para quem jogou os anteriores.

Primeiramente eu acho justo mencionar o mais perceptível, Horizon 4 tem níveis de detalhe impressionantes, muito mesmo. Da chuva, que já impressionou no 3, a sujeira das corridas na terra, e até da sujeira causada pela água, que faz a terra grudar ainda mais nos carros. Em resumo, gráficos excepcionais.

Segundo ponto, o mapa, eu não diria com muita certeza que ele cresceu muito em relação ao 3, mas com certeza tem mais opções de corrida. Não que sejam mais opções em relação aos anteriores, mas agora o jogador já sabe de antemão se é uma corrida de Rally nas estradas de terra, ou um Rally fora de estrada, por exemplo, ou até uma corrida de velocidade. Um ponto muito positivo nisso é justamente a física do jogo, que muda totalmente quando você passa de asfalto para terra, grama, areia ou até neve. Dirigir pelos campos verdes do Reino Unido nesse jogo é um espetáculo de se 'printar' a tela.

E por último, a interface nos menus. Em comparação ao 2 e ao 3, é bem mais amigável, sendo muito mais intuitiva e divertida de se mexer. É sério, personalizar o carro ou o personagem nunca foi tão agradável para mim na série Forza. Embora que o personagem personalizável seja novidade. O único problema nessa nova proposta são os emotes e as buzinas nas roletas de prêmios, que parecem vencer as probabilidades e vir aos montes, mesmo que sua roleta seja uma buzina ou emote e o restante apenas carros e dinheiro, a chance de vir buzina/emote é muito alta.

 Também, é necessário mencionar, os pontos negativos parecem ter vindo junto com os positivos. Primeiro, os gráficos, são exuberantes, sem dúvida, mas essa exuberância vem mais nos carros, já que o solo não representa totalmente como certos tipos de terreno reagem aos pneus dos carros passando. Neve e areia, por exemplo, têm efeitos que sugerem que o carro deveria estar afundando, e não acelerando.

Um outro ponto negativo, que para mim é o mais incômodo, é a jogabilidade. Seja pela ideia de você poder quebrar quase tudo em seu caminho, como cercas, muros e pequenas árvores, ou seja pelas vastas áreas abertas para você acelerar sem medo, o 'acelerar' é que se tornou um problema. Todos os carros aceleram muito, mesmo aqueles feitos para terreno acidentado tem uma arrancada que beira os dragsters. A pilotagem também não fica muito atrás, pessoalmente, eu só consegui jogar 'confortavelmente', após mudar o estilo de direção para 'simulação', (muito embora, nesse caso, possa ser mais uma questão de habilidade pessoal), pois em 'normal' os carros parecem sofrer uma força irreal que os joga para fora da mais lenta curva. 

 E um último ponto negativo, está na quantidade de coisas para se fazer. Sim, ter muitas opções do que se fazer é legal, e diverte pela possibilidade vasta, mas quando a história se perde para te deixar andando livre sem um destino exato, especialmente em um game com um mapa tão vasto, você logo se vê perdido, sem saber exatamente o que quer fazer. Preciso dizer que eu já joguei os Horizon 2, 3 e 4, e em todos a história parece acabar muito antes de o jogador completar todas as corridas, o que deixa uma sensação estranha de que continuar correndo perdeu o sentido, e o jogo perde aquela magia de precisar vencer para finalizar, e claro, no 4 isso está pior, pois como você tem muito mais liberdade, o jogo para de te dar direções minímas ainda muito cedo, o que te dá ainda mais a sensação de 'tá, mas e agora?'. Falando por mim, já completei três eventos principais, e achei extremamente desanimador, nem os narradores no rádio falam mais com aquela clássica empolgação depois de determinados eventos, é só uma menção rápida, animada sim, mas nada como no 2 ou no 3.

 E para encerrar os pontos negativos, uma opinião pessoal, que não é só do 4, e sim do 3 também. Que é o 'abandono' do seu motivo para usar certos carros de celeiro. Antes, mais especificamente no Horizon 2, quando você dava umas voltas com os carros encontrados em celeiros, os locutores nas rádios, fosse qual fosse, faziam algum comentário sobre terem recebidos mensagens e/ou fotos dos participantes do Horizon sobre alguém andando pelo festival com os respectivos carros. Agora, desde Horizon 3, isso não acontece mais, é algo simples, até bobo, mas que eu considerava algo divertido, e que dava uma profundidade maior ao universo do festival Horizon.

Em resumo, Forza Horizon 4 vale a pena? Sim, com certeza! Mesmo com pequenos problemas aqui e ali, é um excelente game, que só será ruim aos que querem outro Forza Horizon 3, para os demais, é uma experiência nova e ao mesmo tempo nostálgica. Bem vindos, ao Horizon Reino Unido!