Auto Chess acredita ser a próxima febre dos PCs e Consoles, por isso abandonou a Steam!

@moonmoon

A E3 deste ano foi tomada pelos maiores estúdios apresentando seus jogos, grandes RPGs, MMOs, MOBAs e outras categorias. No entanto há um gênero ainda novato e que tem chamado atenção e seu primeiro jogo é o Auto Chess.

Talvez o gênero do Auto Chess não atinja o mesmo nível do Battle Royale, por ser um jogo menos acessível ao público e muito mais focado na estratégia. No entanto tem tido resultados indiscutíveis dentro do DOTA 2. No entanto o mercado para jogos Auto Chess já estão começando a surgir e as grandes empresas começam a se preparar para investir neste gênero.

Como tudo isso começou?

Auto Chess começou como uma extensão de um mapa de Dota 2 (incrivelmente é a mesma história do DOTA com o Warcraft), que foi desenvolvido pela Drodo Studios. O estúdio decidiu pegar os personagens do jogo e permitir que os jogadores montem os seus times com os personagens e usar como peças do tabuleiro para enfrentar outros jogadores no jogo. 

Você pode escolher magos, assassinos, tanques e muito mais, criando uma composição projetada para explorar os bônus de combinações de raça / classe. A cada rodada, você tem escolhas a fazer em termos de peças a serem compradas, se quiser economizar seu dinheiro e trabalhar em sua “economia” investindo e se sentando em uma pilha de dinheiro, suba de nível para atualizar seu pool de compra disponível ...

No fim do dia há centenas de opções e estratégias que podem se elaboradas e o jogo é digno da comparação que tem recebido como próprio Xadrez.

Como Auto Chess se tornou tão popular?

Principalmente é por causa da acessibilidade, mesmo sendo um jogo que depende de estratégia ainda assim é um jogo que não precisa de alto processamento ou mesmo mecânicas rebuscadas. Portanto no fim do dia mesmo um PC fraco ou um celular conseguem jogar no mesmo nível e dando oportunidade a um mar de pessoas (principalmente na China que tem uma tradição em valorizar o Xadrez).

Mas o que a Steam e Epic Store tem com tudo isso?

Como era de se esperar a Epic Games está em busca de novos jogos exclusivos da sua loja e essa competição tem só aumentado e já é de conhecimento público que a Epic Games oferece rios de dinheiro para os estúdios que decidem apoiar a Epic Store.

Há algumas semanas o Dota Underlords, uma versão stand-alone do Auto Chess, foi removido da Steam e muito jogadores começaram a se questionar o motivo da remoção. Mas não levou muito tempo para que soubéssemos o motivo, já que durante a E3 deste ano a PC Gaming Show apresentou o que aconteceu com o jogo.

Os criadores do Auto Chess/Dota Underlords estão migrando para a Epic Games Store e removendo qualquer suporte para o seu antigo mod de Dota 2. Obviamente os motivos são claros, a Drodo Studios precisa de dinheiro para continuar evoluindo o jogo e poder tomar a frente neste gênero antes que perca sua posição.

A decisão pode ter sido precipitada, no entanto ao observar como o gênero de Battle Royales está é possível entender a razão da empresa. Muitos dos primeiros estúdios de Battle Royale perderam a posição quando as grandes empresas começaram a invadir o gênero e por isso quanto mais cedo você avançar e dominar um gênero, menores são as chances de cair no esquecimento.

A primeira empresa grande que já mostrou interesse neste mercado é a principal concorrente de DOTA 2, a Riot Games que é criadora do League of Legends já irá apresentar o seu próprio formato de Auto Chess (será chamado de Teamfight Tactics). 


Mas qual será o real futuro do Auto Chess? Parece que nenhum estúdio ou analista sabe e que ainda teremos que pagar para ver.

O que você acha deste movimento que a Drodo Studio tomou? Será que eles deveriam ter saído da Steam?